quinta-feira, julho 20, 2006

A caminho dos 30...

Pois caros fãs deste espaço mui nobre e didáctico. Estou, muito rapidamente, a caminho dos 30.
Parece incrivel eu sei. Este corpinho que parece ter sido criado pelo mais perfeccionista escultor grego, este corpinho que se fosse música seria uma sinfonia de Mozart, está prestes a fazer 30 primaveras.
Claro que tal facto é motivo de festejos e imensa alegria para todos vós que tiveram o privilégio de privar com tamanha beleza e simplicidade (mesmo numa forma apenas virtual para alguns) mas, acreditem, para mim não está a ser nada fácil. Nunca pensei sentir-me assim mas é verdade: estou nostálgico, um pouco triste mesmo. 30 anos...porra...porque é que não parei nos 25?
30 anos é o abandonar dos 20, dos anos de loucura, dos anos em que já não somos putos mas ainda não somos adultos feitos, onde as responsabilidade são poucas mas já temos carta e carro, onde somos responsáveis mas ainda nos falta muito tempo para responsabilidades. E um gajo começa a pensar "hoje são 30, amanhã 40, e por aí fora" e quando dermos conta estamos a servir de comida a uns bicharocos quaisquer...não tá a ser fácil mesmo.
Que saldo destes 30 anos? Há sempre a tendência de dar valor demais às coisas que não merecem, aos amigos de longa data que à minima merda deitam fora amizades de anos e anos, dos filhos da puta que pisam todos e safam-se sempre, aos inocentes que são sempre os sacrificados, aos honestos que são sempre prejudicados, aos cobardes que abandonam os animais, à merda da máquina do euromilhões que nunca acerta nos numeros que eu tenho, mas não vou fazer isso, vou dar valor ao que de bom estes 30 anos me trouxeram:
-Aos amigos verdadeiros que sempre estão presentes
-Á pessoa que me aquece o coração e dorme comigo todos os dias
-Á familia unida e amiga que está sempre presente
-Ao glorioso Benfica que me deu alegrias imensas
-Ao fantástico cão que me lambe todos os dias mesmo depois de ficar horas e horas sozinho
-A todos os que me querem bem sem nada em troca
-A todos que fizeram algo por mim sem eu pedir
-A toda a vida que tive que me permitiu crescer e ser a pessoa que sou, aprender com os erros, meus e dos outros, que me ensinou a ser amigo, a pensar por mim e não pelos outros, que me mostrou o certo e o errado, que me fez caminhar pela estrada correcta e hoje poder olhar no espelho e dizer bem alto: Sou um gajo à maneira!!

30 anos. Daqui a outros 30 como será a minha vida? Alguem tem uma bola de cristal?

2 Comments:

Anonymous luis said...

Os 30 são do pior que há. Eu sei do que falo. :)

4:25 da manhã, julho 21, 2006  
Blogger Pedro said...

Isso...enterra ainda mais a faca..."escaranfuncha" bem!!!
:):)

10:23 da manhã, julho 21, 2006  

Enviar um comentário

<< Home